Revista Aposta (Preload)

Edição:

Partilhar

Engenheiro angolano pede a gestão da biblioteca abandonada há 5 anos

O Engenheiro civil, Jorge Rufino, membro do Centro de Formação Vias do Bem, numa publicação na sua página do Facebook, pede que lhe seja entregue a biblioteca de Viana para a sua gestão e revitalização.

Engenheiro angolano pede a gestão da biblioteca abandonada há 5 anos

A biblioteca municipal de Viana, que deveria ser um lugar de preservação da memória colectiva de debates de ideias, partilha de conhecimento e local de práticas culturais encontra-se abandonada e inoperante há sensivelmente 5 anos, tornando-se num local de depósitos de resíduos sólidos (lixo).

 

Inconformado e incrédulo com o estado de abandono, Jorge Rufino faz um apelo à governadora provincial e ao administrador municipal de Viana, para que lhe seja entregue as instalações da biblioteca para a sua gestão e implementação de projectos sociais e culturais, que seriam benéficos para a comunidade em geral e para os jovens, em particular.

 

Jorge Rufino acredita que, com a sua gestão, a biblioteca irá dinamizar projectos culturais e de ensino para a juventude, evitando que se percam em actividades fúteis e que nada acrescentam à sociedade.


“Bom dia Sra. Governadora da província de Luanda e Sr. Administrador de Viana por favor entreguem-me esta biblioteca para gerir, está a ser subaproveitada há muitos anos fechada, precisamos dinamizar um projecto cultural e de ensino para juventude nesta região”, escreveu.


A ideia e a atitude do engenheiro angolano denotam o seu compromisso em ajudar o Estado na administração de infra-estruturas construídas com fundos públicos, gerando assim benefícios para a comunidade.

 

Revista Aposta sabe que a biblioteca foi construída por uma empresa petrolífera e foi entregue a administração de Viana, em Luanda.

Artigos relacionados