Revista Aposta (Preload)

Edição:

Partilhar

Neurokandengues: Juntos por uma Angola inclusiva

O projecto Neurokandengues é um projecto social que detém o seu foco na prevenção, no diagnóstico precoce, no tratamento certeiro para a melhor recuperação e inserção social das crianças com paralisia cerebral em Angola.

Neurokandengues: Juntos por uma Angola inclusiva

Apoiando-se no princípio da igualdade, segundo o qual toda criança tem o direito à vida, saúde e educação, o projecto centra-se na defesa de todas as crianças de derivadas classes sociais e zonas de Angola para que tenham um desenvolvimento neuropsicomotor saudável.


Mergulhado em dificuldades de naturezas diversas, a mentora do Neurokandengues, Chayah Olávio Malhi, acredita que com ajuda do projecto, as crianças com paralisia cerebral terão um futuro melhor.

 

O projecto Neurokandengues enquadra-se ainda no âmbito da inclusão social da criança com dificuldades neurológicas e psicomotoras. Com a ajuda de entidades internacionais, o Neurokandengues tem procurado os melhores métodos neuro-psicopedagógicos para a educação de crianças com tais dificuldades.

 

Chayah mentora do projecto vem batalhando desde muito cedo para resolver um problema que muito tem afectado crianças de todo o país, sem muitos apoios, realiza as viagens para muitas províncias do país por conta própria, tendo inclusive chegado a fazer uma despesa avaliada em mais de 500 mil kwanzas em um ano civil destinado na alimentação, vestuários das crianças e outros.


Das 34 crianças identificadas com paralisia cerebral, o projecto neurokandengues tem apoiado apenas 13 famílias devido o impedimento das outras famílias motivadas por suas crenças. A jovem mulher angolana que é um grande exemplo de amor em pessoa, uma mulher do país, é caso para se dizer que a jovem mulher angolana é por Angola.


O Neurokandengues precisa de mais ajuda, a Chayah mostrou a sua força, desejo e determinação em ajudar o país, chegou a altura de ajudar esta guerreira a dar sequência neste magnífico projecto de inclusão que muito tem ajudado muitas crianças a recuperar o sorriso e a esperança.


O projecto surgiu no ano de 2018 quando ainda frequentava o primeiro ano de licenciatura em Fisioterapia. Mas, foi em 12 de Fevereiro de 2020, que a Chayah viu o seu projecto ganhar mais força com apoio de António Luciano e Matheus Steita, ambos deram mais vida ao projecto.


Hoje o projecto conta com a parceria da World CP Day, tornando Angola pela primeira vez um país que celebra a paralisia cerebral, abrindo assim caminhos para o mundo inteiro se reunir para reconhecer e celebrar os 17 milhões de pessoas que em todo o mundo vivem com paralisia cerebral.


Para continuar a ajudar as crianças com os problemas neuromotores, Chayah e parceiros desejam criar um Centro de Neurokandengues e um fundo solidário, que servirá para suprir as necessidades dos beneficiários, no âmbito da medicação, fraldas, exames e suplementos nutricionais.


O projecto encontra-se aberto a ingresso de especialistas que queiram contribuir para ajudar e garantir um melhor futuro às crianças portadoras de deficiências neuromotoras. Caso queira fazer parte ou ajudar de alguma coisa, entre em contacto através do seguinte correio electrónico: Email